Pergunta Maluca - Domingo na Globo!

  • O que é o "caxangá", que os escravos de Jó jogavam?

Caxangá tem vários significados, mas nada de jogo. Pode ser um crustáceo (parecido com um siri), um chapéu usado pelos marinheiros, e na língua Tupi-Guarani caxangá vem de caá-çangá, que significa "mata extensa".
Acontece que nada disso tem a ver com jogo e menos ainda com Jó, o personagem bíblico. Os estudiosos acreditam que o verso desta música, originalmente, poderia ser "juntavam caxangá" ao invés de "jogavam". Seriam escravos pegando siris em vez de em um jogo. Ou então pode ser que caxangá seja uma expressão sem sentido, como "a tonga da mironga do kabuletê", da canção de Toquinho e Vinícius - as palavras separadas até têm sentido (porque são vocábulos africanos), mas não com o significado que elas têm na música.

  • É melhor desenrolar o papel higiênico por cima ou por baixo?

É por cima. Pelo menos é o que dizem os testes que já foram feitos. Por exemplo, nos banheiros de hotéis o rolo fica disposto para que o papel seja desenrolado por cima. Um dos grandes fabricantes de papel higiênico também afirma que essa é a melhor posição.

Também já foi feita uma pesquisa sobre o assunto com homens e mulheres. A pesquisa constatou que a maioria dos homens prefere desenrolar por cima, as mulheres preferem por baixo.

Vantagens de desenrolar o papel higiênico por cima:

  • Você identifica facilmente a ponta livre do papel.
  • Após o puxão, o rolo pára quase imediatamente, deixando a ponta livre disponível para o próximo uso.

Enquanto que desenrolando para baixo...

  • O papel já precisa estar bem desenrolado para que a ponta apareça por trás do rolo e seja vista. E caso a pessoa se limpe de pé, ele deve estar mais solto ainda.
  • Muitas vezes, é preciso rasgar o papel com uma só mão, porque a outra está ocupada segurando uma camisa comprida ou um vestido. Ao dar o puxão para o lado, o rolo tende a continuar girando. Resultado: um bolo de papel desenrolado no chão.
Share on Google Plus

About Alexandre Ferreira

Blog do comunicador Alexandre Ferreira - Jornalista, Radialista e Professor Universitário.

1 comentários:

Priscila disse...

Alexandre, bom dia! Acabei de receber o link do seu blog. Parabéns, o conteúdo é ótimo.

sou sua aluna da UGF da barra.

beijos